segunda-feira, 21 de agosto de 2017

OS DEUSES DE ÉBANO





Sem essa de raça, porque somos todos da raça humana. E a raça humana tem, até agora, dominado o mundo, porque é múltipla, porque se adapta a todos os climas, a todas as situações, com suas cores, com suas formas, com suas culturas diversas e também múltiplas. Assim como rendemos homenagem às belas mulheres de pele negra, agora é a vez desses homens que habitam a pele de ébano e têm a nobreza mais profunda  que a raça humana tem produzido. E para celebrar toda essa beleza e despertar com ela a sua libido, caro leitor, cara leitora, nada melhor do que buscar no youtube um dos nossos maiores artistas, Luiz Melodia, agora mais do que nunca imortal, para cantar com ele a letra-poema que abre a seleção de fotos que escolhemos para o seu deleite:



ÉBANO


Luiz Melodia




Meu nome é ébano


Venho te felicitar sua atitude


Espero te encontrar com mais saúde


Me chamam ébano


O novo peregrino sábio dos enganos


Seu ato dura pouco tempo se tragando


Eu grito ébano


O couro que me cobre a carne


Não tem planos


A sombra da neurose te persegue


Há quantos anos


Do Rio de Janeiro estou te sacando


Do centro da cidade vou te assemelhando


No núcleo do seu crânio


Eu nós três manchando


Quem é quente te amando


Quem sou eu passando


Quem sou eu ficando nu




















Nenhum comentário: