segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

CUNILÍNGUA: A PALAVRA E O ATO - 2




Cunilíngua, o nome oficial, de cunnus, cona, boceta e língua; minete, o termo popular para o sexo oral feito na mulher, ou seja, em bom português, chupar uma boceta. Em Portugal, broche é o temo usado para a chupada e broche feminino, para a cunilíngua.



A minha dúvida continua: não sei se sente mais prazer quem dá ou quem recebe, quem chupa ou quem é chupado. Sei, apenas, que é bom, sempre muito bom, não importa o lado em que se esteja.


Também não sei se todas as mulheres gostam de receber lambidas e chupadas na boceta, no clitóris. Faltam pesquisas a respeito. Mas creio que a maioria deve gostar e, se há uma minoria que não curte muito, mesmo assim, deve se sentir valorizada, quando o homem (ou outra mulher) se dedica a essa arte. 


Já os homens... bem, acho que... bem... façamos o seguinte, se querem saber o que os homens pensam a respeito, leiam o texto a seguir. Será, no mínimo, divertido, principalmente com as ilustrações acima de Namio Harukawa e as belas fotos (da internet, sem indicação de autoria) que essa Lua safada selecionou para vocês...



CHUPAR BUCETAS É BOM DEMAIS!!!


Já há algum tempo saiu uma pesquisa revelando que 43% dos homens não fazem sexo oral em suas parceiras. Alguns dos motivos são cheiro e gosto ruins, quantidade de pelos, má aparência e medo de DST.


Admito que o número me surpreendeu um pouco. Quase metade dos homens não são tão chegados a dar uma chupada na mulher. É muita coisa, não?



Tudo bem, respeitamos quem não curte, mas ainda assim temos dificuldade em compreender essa realidade.


Sentir o gosto da parceira molhada e desejosa, explorando sua essência enquanto ela geme — quando não se aguenta, grita — de prazer e se agarra ao que estiver ao seu redor… quer maior deleite do que isso?



Sem mencionar o fato de que geralmente é no oral que a mulher experimenta as melhores sensações que o sexo pode lhe promover. Elas são loucas por uma chupada bem feita. Homem bom de cama faz sexo sem nojinho.


“Imagina como as mulheres se sentem quando eles não fazem sexo oral? É frustrante. Se a autoestima da garota não é lá essas coisas, chega a bater a deprê quando vê que ele não quer nem experimentar o gostinho do seu sexo.”



Pois bem, senhores, para não decepcioná-la desse jeito, eis a nossa recomendação: “O homem bom de cama sabe disso e abocanha o seio da garota até fazê-la gemer. Então desce roçando os lábios sobre a sua barriga, alcança o seu clitóris e esfregar a barba no meio das pernas, sentindo prazer em sujar ali o rosto todo, e em vê-la se retorcer. ”

Deu para compreender?



7 MOTIVOS PELOS QUAIS 

AMAMOS CHUPAR BUCETAS



Se você não curte dar uma lambida e não está afim de tentar curtir, sem problemas. Isso não faz de você gay, menos homem ou qualquer outra coisa que o valha. E, também, essa não é a única forma de dar prazer a uma garota, como falamos em “tudo o que você precisa saber para fazer uma mulher gozar”.

Mas, sem mencionar o fato de que a prática faz bem à saúde, certamente está deixando de aproveitar um dos grandes prazeres da vida. E por que é um dos grandes prazeres da vida? Ah, por vários motivos.


O Though Catalog conversou com uns caras para levantar alguns motivos — e não só faríamos como faremos das deles as nossas palavras. Saca só:



#1 Porque é tipo uma necessidade




Eu preciso da buceta da minha namorada como eu preciso de bacon, ovo e queijo quando estou de ressaca. Muitas mulheres ficam preocupadas sobre o gosto que têm, mas a maioria não deveria estar. A verdade é: se ele não achar que a sua buceta é deliciosa, ele não está tão na sua.

#2 Porque é um tesão vê-las com muito prazer



Eu amo a maneira como minha namorada se contorce quando eu faço sexo oral nela. Ela não é muito vocal na cama, mas agarra o lençol, curva as costas e se contorce toda antes de gozar. Esses movimentos automáticos acionados por um prazer físico são as melhroes retribuições que um homem pode pedir.

#3 Porque elas ficam agradecidas



Depois do oral, minha namorada é sempre tão boazinha comigo – e não digo só porque ela retribui o favor sexual. Ela levanta da cama e me pergunta, sorrindo, se eu quero alguma coisa para comer, e ela subitamente se mostra disposta a assistir qualquer coisa que eu queira no Netflix. É incrível. Seu clitóris é tipo um botão “seja boazinha”.

#4 Porque é um desafio


Chupar uma mulher é sempre um aprendizado. Você não pode contar com os mesmos truques para fazer o trabalho toda vez. Você tem que ler o seu corpo a cada contração e avaliar a situação em tempo real. Eu gosto do desafio. Eu sou tipo uma Wikipedia ambulante sobre a vagina da minha namorada, constantemente atualizando a seção como-fazê-la-chegar-lá e excluíndo todas as informações ruins.

#5 Porque queremos sentir o gosto delas


A mulher que estou saindo tem um gosto diferente quase sempre que eu planto minha cara no meio de suas pernas, mas sempre é um aroma tipo de sobremesa. Quando quer que tenhamos plano para nos encontrar, eu me percebo fantasiando sobre o gosto doce de sua buceta. Um toque de biscoito de morango… sorvete de baunilha… mousse de chocolate…

#6 Porque ouvi-la gritar é foda


Eu chuparia minha namorada todos os dias da semana pelo resto de minha vida só para ouvi-lá gritar. Nós até recebemos uma reclamação de barulho de um vizinho do andar de baixo semana passada. Ela estava acabada. E eu estava radiante de orgulho.

#7 Porque elas são lindas


Eu sou um cara visual, então aprecio cada chance de encarar os meandros da vagina da minha namorada. Eu amo inspecionar cara dobrinha de carne e sorver tudo.


E aí, faz sentido? Quais outros motivos lhes deixam malucos para sentir o elixir de uma mulher?



Fontes:








Um comentário:

Anônimo disse...

Porque depois que depois que ela goza na língua, fica muito mais fácil fazê-la gozar na pica e é até possível fazê-las ter orgasmos múltiplos!!

Um abraço
Chupão