segunda-feira, 7 de novembro de 2016

VOCÊ PAGARIA PARA TRANSAR COM UMA BONECA?





Já abordamos, aqui, várias vezes, a utilização de objetos e brinquedos eróticos. Tanto para uso masculino quanto feminino. Em geral, são coadjuvantes nos jogos eróticos, mesmo quando a pessoa os utiliza solitariamente.


Já o caso de bonecas sexuais, quase sempre eram objetos que só os muito fanáticos por esse tipo de “brincadeira” poderiam realizar-se sexualmente com uma delas. Porque eram estranhas, muito estranhas.


Eu  disse “eram”, porque, com novas tecnologias e novos materiais, já é possível construir bonecas que chegam muito próximas da perfeição, ou seja, considerando “perfeição” um brinquedo que consegue imitar – com alguma imaginação de quem o use – o corpo feminino e até mesmo emitir sons de orgasmo!


Agora, o cúmulo mesmo é existir um bordel – isso mesmo, um bordel – de bonecas sexuais – as “real dolls”. Parece mentira, mas os motivos e onde e como funciona esse bordel quase improvável você vai ler na matéria abaixo (fotos da internet, não diretamente relacionadas ao tal bordel, e fontes no final):

BORDEL DE BONECAS INFLÁVEIS



No Japão, construir uma boneca “do amor” é uma verdadeira arte – bem diferente das bonecas infláveis que se vendem em sex shops Brasil afora.


Acredite ou não, por lá as pessoas não compram as bonecas, mas pagam pelo horário com a “moça”. As primeiras bonecas do amor japonesas foram criadas 30 anos atrás, para pessoas com deficiências que, de outra forma, não poderiam aproveitar a companhia feminina. Mas, com o passar do tempo, alguns homens passaram a se sentir mais confortáveis na companhia das bonecas do que na companhia de mulheres de verdade – elas não reclamam e não traem, de acordo com os usuários das moças artificiais.


Atualmente, elas são feitas de silicone e seguem o “modelo” de garotas de mangás e animes, para os fãs.


Como elas não são baratas, especialmente se você está atrás de bonecas realistas (custam cerca de seis mil dólares), certos estabelecimentos que “alugam” as bonecas por um tempo foram abertos.


Mas, por que os frequentadores desses estabelecimentos não pagam para ficarem com mulheres de verdade, que oferecem os mesmos serviços? Normalmente, esses caras são tímidos e se sentem mais confortáveis com um ser inanimado do que com uma boneca de verdade.


A maioria dos bordéis oferece roupinhas especiais e vários modelos de bonecas, mas alguns clientes preferem levar seus próprios acessórios. Segundo os donos dos estabelecimentos, a clientela é grande.


Normalmente, quando alguém vai ao bordel, procura outra pessoa para fazer sexo. Mas lá no Japão as coisas são meio diferentes. Algumas “casas do prazer”, em vez de oferecerem mulheres de verdade, dão a oportunidade do cliente “se divertir” com uma boneca. Isso mesmo, na terra do sol nascente cada vez mais estão se popularizando os bordéis de bonecas.


Claro que não são quaisquer bonecas, elas são muito bem feitas de silicone, o que as deixa muito parecidas com mulheres de verdade, como você pode ver nas imagens.


Outro motivo que está popularizando o bordel de bonecas no Japão é que existem algumas que são especiais. Por exemplo: você pode dormir com a Chun-Li do Street Figther ou várias outras personagens famosas.


Esse tipo de bordel ainda não existe no Brasil, mas quem sabe logo poderemos ver alguns aparecendo em nossas terras.





Fontes: 

Giovanna Carneiro

Diego Martins / minilua


Nenhum comentário: