segunda-feira, 14 de julho de 2014

PINTORAS DO SÉCULO XX: EROTISMO E LIBERDADE - FRIDA KHALO







Magdalena Carmen Frida Kahlo y Calderon (1907 – 1954) foi uma das personagens mais marcantes da história do México. Patriota declarada, comunista e revolucionária Frida Kahlo, como ficou conhecida, teve uma vida de superações e sofrimentos que, refletidos em sua obra, a tornaram uma das maiores pintoras do século.




Teve uma vida marcada por fatos que maltrataram seu corpo: na infância, uma poliomielite atrofiou-lhe um pé; aos dezoito anos, um grave acidente de ônibus deixou-a à beira da morte: além de múltiplas fraturas, uma barra de ferro transpassou-lhe o abdômen. Precisou de 35 cirurgias para se recuperar e meses de imobilidade, o que a levou a escrever: “E a sensação nunca mais me deixou, de que meu corpo carrega em si todas as chagas do mundo.” Daí sua obsessão em pintar autorretratos, ou autorretratos de sua condição.




Casou-se com o famoso pintor Diego Rivera, com quem teve uma relação complicada, de muitas brigas e separações, já que Rivera a traía até mesmo com sua irmã. Além dele, dois homens marcaram sua vida: o escultor Isamu Noguchi e, mais tarde, Leon Trotski, o seu mais famoso caso de amor, durante o exílio do russo em sua casa em Coyoacan, a famosa Casa Azul, que fora de seus pais.




Teve vários abortos e, já quase no final da vida, amputaram-lhe uma perna. Seu registro é pungente: ''Amputaram-me a perna há 6 meses, deram-me séculos de tortura e há momentos em que quase perco a razão. Continuo a querer me matar. O Diego é que me impede de o fazer, pois a minha vaidade faz-me pensar que sentiria a minha falta. Ele disse-me isso e eu acreditei. Mas nunca sofri tanto em toda a minha vida. Vou esperar mais um pouco...''.




Arte, amores, dores, muitas dores, e luta política - mesmo em uma cadeira de rodas participou de uma manifestação contra a intervenção norte-americana na Guatemala em 1954 - marcaram a vida dessa mulher notável, uma das maiores artistas das Américas.







Nenhum comentário: