segunda-feira, 28 de abril de 2014

LUGARES ESTRANHOS... PARA FAZER AMOR



Não sei se verdade ou mentira, invenção de ficcionista ou é aquele tipo de coisa que a gente lembra, mas não tem certeza: numa entrevista, creio (porque nem sei se foi numa entrevista), à pergunta sobre o lugar mais estranho em que fizera amor, a atriz (talvez pornô, talvez não), saiu-se com esta:

- Na cama.

Bem, transar, fazer amor, trepar, foder ou qualquer outro sinônimo que se dê ao ato sexual está intrinsecamente ligado à cama. Não, porém, para muitos. Que preferem lugares os mais estranhos e improváveis possíveis: bancos de carros ou de jardins, elevadores, mesas de cozinha ou de escritório, janelas, becos, banheiros de boates ou de avião... enfim, uma infinidade de lugares exóticos fazem parte da lista.

Sem falar, é claro, dos que gostam de risco, pródigos em criar situações que possam se tornar embaraçosas, como lugares públicos ou de passagem de pessoas. Tudo em nome do tesão ou da urgência de uma transa que, se não realizada ali e naquele momento, pode ocasionar... o quê? Acredito que nada. É só mesmo a satisfação de um desejo imediato e irrefreável, que só é inadiável porque o tesão toma conta da razão e faz que homens e mulheres se esqueçam de tudo, até de si mesmos, para um momento de intenso prazer.

Já não sei se foi a urgência ou a vontade de experimentar um local absurdamente diferente que levou o casal das fotos abaixo a erguer às alturas a sua paixão ou o seu tesão. Talvez a possibilidade de infinito, talvez a leve impressão de perigo, talvez o desafio da altura. Sei, apenas, que podemos dar asas à nossa imaginação e voar com eles por um êxtase que só a sensação de amplitude e vazio sob nossos corpos talvez possa nos dar, durante um ato tão deliciosamente corriqueiro e extremado como é o ato de fazer amor ou de trepar ou...










(Fotos da internet, sem indicação de autoria)



Nenhum comentário: