segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

PERNAS DE FORA






A modelo profissional, quando veste um minivestido, é apenas a profissional de pernas de fora. Bonitas, sem dúvida, as pernas longas e magras. Modelos, apenas modelos.








Quando, porém, a mulher comum sai à rua com um vestidinho vaporoso, bem curto, sem meias, as pernas brilham ao sol do verão e o sol do verão fica ainda mais sol, mais quente, mais intenso.





Não o vestido de marca, cheio de detalhes, o corte e o caimento perfeitos, mas aquele que cobre o pouco com o mínimo. O vestido que é só expectativa. Um melodrama em forma de pano, que sobe e surpreende quando menos se espera. 





E sempre se espera muito do pouco que ele esconde, mesmo que, depois de revelado, o segredo não seja assim tão espetacular.







Mas, é, sim, espetacular a perna que se mostra. E  o pouco que não se mostra. A menina comum, sem vergonha de seus pequenos defeitos, sem vergonha de desfilar assim, num passo comum, aquele vestidinho a subir e descer, com o movimento dos passos, com a brisa do verão... ah, isso não tem dinheiro no mundo que pague. Isso é quase estado de nirvana que a torcida por menos pano e por mais vento desperta nas mentes masculinas.









Ah, sim: e que sejam sadias, bem sadias essas mentes masculinas. O olhar concupiscente não seja trocado por palavras idiotas, por cantadas inúteis, por assobios tolos: deixem que passe, que desfile, que incomode a perna nua da menina comum que ousa nos deslumbrar com um minivestido.






Só assim o verão acontece.





(Fotos da internet, sem indicação de autoria)


Nenhum comentário: