segunda-feira, 3 de junho de 2013

UM POEMA DE VERLAINE PRETTO




Tem nome de poeta essa poeta. Pois que se trata, aqui, de feminino elevado à potência de um erotismo sutil e instigante. Com prazer - sempre - essa Lua revela mais uma talentosa escritora, com ilustração de Egon Schiele:

AMIGA

(Egon Schiele - two women)



O sono pesado nos separa
me desampara
dormes linda imersa
dispersa-me e eu a amo
remexo-me ruidosa e tu
muito dengosa
como atriz talentosa me sorris
sinto a ti e amo
teu calor envolve-me inteira
então sinto a companheira
que de qualquer maneira
demonstra-se presente
mesmo no sono ausente e eu amo

Como é bom dividires comigo querida
tua cama
da qual emana amor



Amanhã ao meio dia vai ter arroz




Nenhum comentário: