segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

ABALO SÍSMICO 1: TÁSSIA CAMARGO




Um religioso iraniano, Hojatoleslam Sedighi, disse que “Muitas mulheres que não se vestem de forma modesta levam os homens jovens ao mau caminho, corrompem a sua castidade e espalham o adultério pela sociedade. Isso, consequentemente, faz aumentar o número de terremotos”.



TÁSSIA CAMARGO





Nasceu Maria Aparecida Anastácio, em Guarulhos, São Paulo, em 29 de janeiro de 1961, adotou o nome artístico de Tássia Camargo, para atuar como atriz em diversos filmes, peças de teatro e telenovelas, a partir dos anos 80.






Participou da peça "Macunaíma", dirigida por Antunes Filho, em São Paulo e estreou na novela "Os Adolescentes" (1981), de Ivani Ribeiro. Mas foi, mesmo, descoberta pelo público e ganhou notoriedade com o papel da fogosa Nicinha, na minissérie "Rabo de Saia" (TV Globo, 1984), de Walter George Durst.







Cada vez que Nicinha/Tássia recebia seu homem (Ney Latorraca, um caixeiro-viajante, ou cometa, como se dizia na época, que tinha 3 famílias em lugares distintos) pulando em seu pescoço e enlaçando-o pela cintura com suas belas pernas, o Brasil tremia e tornava-se um pouco menos careta e um pouco mais sacana. Tanto incomodou, que não encontrei nenhuma imagem que documentasse esse gesto ousado.








Depois disso, sua carreira deslanchou, levando-a a vários papéis de sucesso na televisão, no cinema e no teatro. Foi capa da revista Playboy de junho de 1982, junho de 1985 e dezembro de 1989.







Mais recentemente, produziu a adaptação do filme O BAILE (de Ettore Scolla, de 1983) para o palco e a realidade brasileira, num belo e emocionante espetáculo teatral, em que também trabalhou como atriz. Mora, atualmente, no Rio de Janeiro.




Quantos graus na escala Richter você dá a TÁSSIA CAMARGO?



Nenhum comentário: