sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

VESTIDO, SOU ASSIM; MAS, PELADO...






Já escrevi algures, nesta mesma “LUA”, sobre as dificuldades da nudez masculina. Não vou me repetir. Quem quiser que procure (ficou meio “grosso”, não? Mas, é só porque me imbuí do estado de ânimo bem machista, para escrever este post... brincadeirinha, brincadeirinha...).







Bem, o caso é que a nudez do homem comum é que é complicada. Pois, há um “apêndice” que, se se apresenta em riste, fica de mau gosto, se a foto não for artisticamente bem trabalhada.







E se o “apêndice” não está em riste, dá a impressão de que ele é “inofensivo”, ou seja, que não faz jus à macheza do dono (a não ser que o dono não seja mesmo muito macho... mas aí, não temos nada com isso, não é? Cada um que cuide de si...).






Então, é difícil encontrar a nudez do homem comum, ao natural, sem artificialismos, encarando as lentes da mesma forma que as mulheres, sem outras preocupações senão a de se mostrar como veio ao mundo.









Por isso, tive dificuldades de encontrar boas fotos de “antes e depois”, sem que ficassem apelativas: quase sempre as fotos eram posadas e artificiais, ou não tinham muita graça.








O interessante é que, quando em grupos, os homens comuns tiram fotos nus com muito mais naturalidade. Mas isso fica para ser visto e discutido em outro post. Por enquanto, curtam, senhoras (principalmente) e senhores (os que quiserem, sem nenhum machismo), eventuais leitores e leitoras desse blog, as fotos dos mancebos que aqui se apresentam, sem muitos rebuscamentos.









Um comentário:

Anônimo disse...

Boa Noite. Parabéns ao quem editou a matéria do "antes e depois". Ficou fantástica.