sexta-feira, 25 de novembro de 2011

AMPARO JIMÉNEZ







Maria Amparo Jiménez nasceu no México, em 1949. Em 1961, já vivia em Cuba, onde estudou, formando-se em Veterinária, e onde trabalhou ativamente pelas causas feministas e humanitárias, principalmente atuando no “Programa Latino STOP AIDS Chicago”. Pela causa lésbica, escreveu para o jornal OUTLINES, de Chicago, dirigido ao público latino. Em Costa Rica, fundou o periódico CONFIDENCIAL, dirigido à comunidade gay e lésbica.


Poeta, publicou em 1990 o seu primeiro livro, “Bajo mi relieve”. De volta ao México, onde vive atualmente, acaba de publicar seu segundo livro, “No Me Alcanza/It’s not enough”.

Como se diz que pelo dedo se conhece o gigante, escolhi, para apresentá-la, primeiro, um poema simples e delicado, onde o dedo da poeta, literalmente, mostra sua sensibilidade e sua arte e, depois, uma envolvente onda de tesão. As fotos são de Carla Van de Puttelaar.




Obsequio



(A Rosamaría)










Este orgasmo,

tan celosamente
guardado
para tí,
hoy,
amorosa,
lo entregué a mi mano.





Entrega










Una ola rompe violenta

en la playa de nuestros cuerpos
nos inunda un rugido de mar
contra las rocas.
Al retirarse,
lenta,
nos deja una brisa erótica
que nos envuelve
uniéndonos
para siempre
en un beso.





Nenhum comentário: