sexta-feira, 11 de novembro de 2011

11/11/11: FIM DO MUNDO?










Datas cabalísticas sempre atiçam a imaginação de falsos profetas, de alucinados pelo além, pelas coisas impalpáveis, improváveis e nunca prováveis, seja pela lógica, seja pela ciência, seja pela vida prática.




Três “onzes” numa data, como outra qualquer. E então, brinquemos com os números: se você gosta de futebol e se o seu time não anda lá muito bem das pernas, que tal torcer, hoje, somente hoje, por um time diferente?



Que tal onze atletas que enfrentam as agruras do tempo para proporcionar o melhor espetáculo da Terra – esse mundo nosso que insiste em desafiar profecias? Regale-se... e torça para que, se o mundo tiver que acaber, que não acabe antes de um jogo com um time assim (e imagine o adversário!), num dia assim, com uma chuva assim (parodiando O. Bilac):







Ou então, se insiste em que o mundo acaba neste 11 do 11 de 2011, vamos recordar sua origem, “a origem do mundo”, na tela que deu o que falar quando exposta, lá no longínquo século XIX, que também deve ter tido seus números cabalísticos de profecias que nunca se concretizaram (que dia terá sido 11/11/1811?).



Embora hoje seja sexta-feira (outro dia aziago!!!), que tal guardar como última imagem, antes do fim, a sugestão da origem do mundo de Gustave Courbet?




(Gustave Courbet– origin of the world)



... e, já que o mundo não vai mesmo acabar, terminemos bem o dia, com os amigos no bar, ou comemorando a passagem do meteorito – que veio e foi embora, passando longe da Terra, muito longe do que poderia ser “la fin du monde”, que acontecerá, afinal, com esta outra boa companhia (machismos à parte, agrada a homens e mulheres):






Tintim:

saúde, bom sexo e longa vida a todos os sobreviventes!


Melhor, ainda:



















2 comentários:

Cibele disse...

adorei o texto, só uma coisa, a segunda foto poderia estar, peo menos, depilada rssssss (brincadeirinha)

Douglas Dodo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.