sexta-feira, 8 de julho de 2011

ALAIR GOMES: O CORPO MASCULINO COMO FINA ARTE






Alair de Oliveira Gomes nasceu em Valença, RJ, em 1921. Formou-se em engenharia civil e eletrônica, mas tinha alma de artista. Desejou ser escritor, mas foi a fotografia que o consagrou.








Dedicou-se, principalmente, às fotos de corpos masculinos seminus, tiradas nos anos 70 e 80, com carga homoerótica. Hervé Chandès, diretor da Fundação Cartier para a Arte Contemporânea, afirmou, em 1991: “Em nus masculinos, não há nada hoje comparável no mundo da fotografia ao trabalho deste brasileiro”.








Ensinou filosofia da ciência na Universidade de Yale (Estados Unidos) e foi autodidata também em física,matemática, biologia e neuropsicologia. A partir de 1962, foi Professor Assistente 20 horas do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Realizou longas viagens para a Europa, Oriente e Estados Unidos, onde foi bolsista da Guggenheim Foundation por um ano. No campo da crítica literária, fundou a revista Magog, em 1946, junto com o poeta Marcos Konder Reis e outros.









As fotos de rapazes nas praias do Rio, especialmente as produzidas entre os anos 70 e 80, são hoje o trabalho mais conhecido de Gomes. A maioria dessas imagens foi obtida secretamente, a partir de seu apartamento, situado no sexto andar de um prédio da Rua Prudente de Moraes, em Ipanema, e cujos fundos propiciavam uma vista para a praia. Apenas uma minoria das fotos era posada, a pedido do artista.









Realizou sua primeira mostra individual na Galeria Cândido Mendes, em Ipanema (1984). Produziu cerca de cento e setenta mil (170.000) negativos e dezesseis mil (16.000) ampliações da década de 1960 até o fim de sua vida.






Morreu em 1992, assassinado pelo namorado, um segurança de uma loja de discos em Ipanema.








Deixo, aqui, através das fotos de Alair Gomes, o meu protesto contra a onda de homofobia que parece crescer à medida que as minorias sexuais começam a ver reconhecidos os seus direitos.






Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Alair_Gomes



Nenhum comentário: