sexta-feira, 5 de novembro de 2010

POEMA ERÓTICO



(Fameni Leporini)




muito bom




muito bom, quando
escorrego assim, chupando
teu grelo, tua fenda, e nego
que gozo na renda de tua
bunda nua, na funda caverna
que esconde – oh! onde? onde? -
no segredo do teu espasmo,
o enredo do teu orgasmo


(Isaias Edson Sidney)




(J. de Chanteau)





Um comentário:

Escrevendo na Pele disse...

Puta que pariu! Que tesão gostoso!