sexta-feira, 10 de setembro de 2010

POEMA FESCENINO

(Michael Zichy)


muito bom

muito bom, quando
esorrego assim, chupando
teu grelo, tua fenda, e nego
que gozo na renda de tua
bunda nua, na funda caverna
que esconde, oh! onde? onde?
no segredo do teu espasmo,
o enredo do teu orgasmo

Nenhum comentário: