terça-feira, 30 de março de 2010

DESATINOS... COM ABSINTO







As águas de março.

Fecham verões e abrem sulcos, vertentes. Jorram, fáceis, em leitos, não de rios, nem de lagos, mas em leitos de cetim, sobre alcatifas, sob dosséis.

E o prazer vem, se com Absinto regado.

Absinto. Bebida forte. Da belle époque. A fada azul.


(Degas - l'absinthe)


Tanto levou à loucura homens e mulheres, que foi proibido. E proibido ficou por muitos e muitos anos.

Absinto: um dos pseudônimos de Márcia Alencar, no seu blog ESCREVENDO NA PELE (link ao lado, por favor). Seus versos deixam, sim, na boca, o travo agridoce do absinto. Calor e prazer. Provemo-la e degustemo-los ou vice-versa. 

Pois, com suas águas, fecho o verão.




DESATINOS, 

de  Márcia Alencar



(Martin Van Maele - trilogie érotique)


desmancha-me na loucura


em águas de rio solto
quedas d'águas e cascatas
como a nascente
na cabeceira da tua cama



(Martin Van Maele)

não solte o teu urro agora
retese-me na nuca
na língua que serpenteias
com a Píton envenenada
no arrepio do meu dorso

(Martin van Maele)

Sinta...
sinta-me largada
nos suores dos pelos
pelas coxas desnudas
esfregando as almofadas


(Martin Van Maele)

não, não jorre agora a tua vida
guarde-a mais um pouco
desse copo-de-leite
- planta estarrecida -
de tanto esplendor
agora deixe-me solta
flutuando com os anjos
e esbraveje aos demônios
que o vermelho que me sai
são águas escaldantes
do teu corpo que tanto amo.


(Luiz Royo)




4 comentários:

Escrevendo na Pele disse...

Oi, meu queridão, quando eu li nem acreditei! Rsrs. Você me presenteou postando um poema da Absinto sem cinto (rs)e logo aqui, no famoso Lua Quebrada! Sinto-me lisonjeada e super feliz com a sua festinha e porque não dizer: "Uiiiii, ficou muito lindo no seu blogue"! P.S. Ei, te passi um e-mail e te falei do nome trocado: Eu sou a Márcia, e não a Cláudia, rsrs. Mil beijos e com muita saudade!

Isaias Edson Sidney disse...

Oi, Márcia: ato falho, minha querida, ato falho que muito me envergonhou. Como escrevo os posts muito tempo antes de publicá-los, não sei o que deu na minha velha e tola cabeça... Enfim, ato corrigido com mil desculpas! Te adoro, por não ter ficado brava com esse descuidado escriba. Beijos.

Escrevendo na Pele disse...

Hummm, e que delicioso escriba! E que ato falho que nada, eu estou é lisonjeada por essa participação no Lua Quebrada, esse blogue maravilhoso e de muito bom gosto. Deixo aqui uns apertos e uns amassos além do beijo. Meu imenso carinho, gostosura.

Júllio Machado disse...

Professor, esse teu espaço é deveras mui interessante.
É praticamente uma enciclopédia com temas de várias naturezas, muitos, desses, considerados tabus pra pequenas mentes aprisionadas.
Vou aguardar, sugerir, um tópico sobre narcisismo.
Abraços e ótimas inspirações!