sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

JOIAS DO PRAZER






O mundo é um bazar. Tudo se vende, tudo se compra. É a famigerada sociedade de consumo.

Mas, como esse blog não é um lugar de reflexões econômicas e politicas, deixemos de lado as tergiversações filosóficas, e entremos no grande mercado do sexo. Na internet e fora dela.


Mas, também não falemos do comércio de carne humana, que é coisa de sociólogo e assunto para lá de complicado. Nosso tema é mais ameno e menos agressivo.




Já andei escrevendo por aqui sobre uma garota que vende ou vendia calcinhas usadas, lembra? Na verdade, o produto não era a calcinha, mas o seu cheiro. E também escrevi sobre as bonecas quase humanas, de silicone. Bonecas e bonecos. Afinal, há público (ou consumidor/a) para tudo.





Bem, já enrolei de mais. Vamos ao assunto de hoje: joias.




Fiquei pensando: até que o famigerado dia dos namorados (que ainda está longe, eu sei) pode ser ainda mais incrementado com algumas joias. Não brincos, anéis, pulseiras, essas coisas em que sempre se pensa quando se quer presentear o/a amado/a com uma joia.





Joias íntimas





Isso mesmo: joias eróticas. Que façam uma fogueira, na cama.



Então, fui pesquisar sobre isso. E não é que encontrei uma artista? Sim, uma verdadeira artista. De renome internacional. Que desenha, fabrica e comercializa joias íntimas. Há mais de quinze anos!




Trata-se de SYLVIE MONTHULÉ.



Seu atelier, ou empresa, chamada OSE CRÉATIONS, fica em Champigny, na França. O catálogo já tem mais de 500 produtos, para homens e mulheres. Dentre os quais, destacam-se, claro, as jóias íntimas. E bota “íntimas” nisso!




Vejamos se você é ousado/a o suficiente para presentear ou usar uma de suas criações maravilhosas. Que tal esta?






Sob este inocente tapa-sexo, esconde-se um prazer indescritível, segundo o catálogo da artista: um pênis de marfim, de 6,5 cm, que lhe trará gozos inusitados a cada passo, a cada movimento:











Ou, então, namorados: que tal estas maravilhas, para tornar ainda mais belo o que a natureza... bem, vocês sabem:








A joia a seguir é descrita como um pingente (não piercing) que acariciará o interior de suas coxas, tensionando intimamente seus lábios, a cada um de seus passos:





Há mais, muitas outras joias. Que os namorados poderão, claro, trocar, seja em seu dia ou nos respectivos aniversários. Para tornar o encontro amoroso, não só um prazer para os olhos, mas também para os ouvidos, se ambos estiverem usando tais joias. Porque há também para os homens. Maravilhas como:




Ou, ainda, coisas mais ousadas (até mesmo com penetração, mas deixo-as para sua imaginação), como esta:





Enfim, joias finamente acabadas, com materiais nobres, antialérgicos (conforme atesta seu catálogo), acessórios que vão muito além dos toscos brinquedinhos de lojas americanas de produtos sexuais, as famosas sex-shops. Coisa de europeu, coisa de francês! O preço? Bem, isso eu não revelo, mas você pode pequisar diretamente no site da Silvie Monthulé:



Nenhum comentário: