terça-feira, 12 de janeiro de 2010

POESIA ERÓTICA... SEMPRE ELA!



AFTERGLOW 


de Isaias Edson Sidney






Sabe aquele instante
depois do gozo, quando
estás entre a vigília e o sono,
nem dormida, nem acordada,
no lusco-fusco da consciência?
Pois, é aí, meu amor, que eu
tenho o maior tesão por ti:
é quando, então, entre tuas
coxas nuas me ajoelho, e
colho e sugo o sumo
da tua vulva-lua ainda
úmida o sêmen que,
com tanto júbilo acolheste.
Sou, nesse momento,
o mais feliz dos homens,
meu amor semiadormecido.












(Ilustrações: desenhos sem indicação de autoria)



Nenhum comentário: