quarta-feira, 19 de agosto de 2009

MANUAL DE BOAS MANEIRAS... - NAS LOJAS




Dans les boutiques


- Si vous vous faites gougnotter par une vendeuse du Louvre dans un salon d’essayage, ne hurlez pas que vous jouissez, cela ferait un scandale affreux.



- En sortant des cabinets inodores, ne demandez pas une réduction sous prétexte que vous n’avez fait que vous masturber.



- N’entrez jamais dans un bordel pour demander une tribade quand vous n’avez pas vingt francs sur vous.



- S’il vous manque un peu de monnaie pour payer votre acquisition, ne proposez pas au

marchand de le sucer pour le surplus, surtout si sa femme vous écoute.


- N’entrez pas chez un coiffeur pour dames en lui demandant effrontément de vous friser les poils du cul.



- N’envoyez pas votre godemiché à la mercière(20) pour y faire poser des rubans.







Nas lojas



- Se você se deixar chupar por uma vendedora do Louvre em uma cabine de prova, não grite quando estiver gozando, isso será um terrível escândalo.



- Ao sair do banheiro, não peça um desconto sob o pretexto de que você não fez nada além de se masturbar.



- Jamais entre num bordel para pegar uma lésbica, se você não tiver pelo menos vinte francos.



-Se lhe faltar um pouco de dinheiro para pagar a compra, não proponha ao comerciante chupá-lo pela diferença, sobretudo se a mulher dele estiver escutando.



-Não entre num cabeleireiro pedindo-lhe descaradamente para frisar-lhe os pentelhos do cu.



- Não envie seu consolo à vendedora de artigos de costura para que ela o enfeite com fitas.






(20) Mercière: personne que vend de la mercerie. Mercerie: ensemble des menus articles servant pour la couture et la confection (fils, aiguilles, boutons, rubans, etc.). Ou seja: pequeno comércio de artigos de costura (linhas, agulhas, botões, fitas, etc.).

Fonte: Dictionnaire de l'Académie, neuvième édition. (Versão eletrônica): 


http://atilf.atilf.fr/Dendien/scripts/generic/showps.exe?p=main.txt;host=interface_academie9.txt.






Um comentário:

Escrevendo na Pele disse...

Vamos por partes, certo?

Pra seu governo, eu berrei e ela adorou.

Mas se foi somente um toquezinho ingênuo no clitóris... qual o problema do desconto?

Pego várias lésbicas e por bem menos, tá!

Não, isso não. Eu abro a florzinha (que modéstia) e incito-o a chupá-lo. E ganho inclusive mais vale-compras com esse pequeno gesto, sobretudo, abro-me também a sua concubina.

E quem disse que eu gosto de frisar os cabelos do cu? Quem foi? Eu peço para esticá-los com a língua, o que é uma enorme diferença!

Mas é lógico que envio o meu consolo para a vendedora. Ela inclusive sabendo do meu despojo, usa-o também bem enfeitado, ora!