domingo, 9 de agosto de 2009

MANUAL DE BOAS MANEIRAS... - NA SALA DE AULA




En classe

- Ne dessinez pas au tableau noir les parties sexuelles de la sous-maîtresse surtout si elle vous les a montrées confidentiellement.

- Quand vous venez de vous branlez sous le pupitre, n’essuyez pas votre doigt mouillé dans les cheveux de votre voisine, à moins qu’elle ne vous en prie.

- Si vous trouvez plus commode d’aller vous masturber aux water-closets, demandez
simplement à sortir ; ne dites pas pourquoi.

- Si l’on vous demande ce que c’était que Pompée, ne répondez pas : «Ça devait être une pine» ; et si l’on vous demande quel personnage historique vous auriez voulu être, ne dites pas en clignant de l’oeil : «Je voudrais toujours être Persée.» Ce genre de facéties ferait rire vos camarades mais ne ferait pas rire la maîtresse.

- Ne dites pas que la mer Rouge est ainsi nommée parce qu’elle a la forme d’un con ; ni que la Floride est la pine de l’Amérique ; ni que le Jungfrau ne mérite plus son nom depuis que les alpinistes montent dessus. Ce seraient des observations ingénieuses, mais déplacées dans la bouche d’une enfant.

- Ne mouillez pas votre pouce dans votre bouche ou dans votre con pour tourner les pages.

- Si l’on vous dit que l’homme se distingue du singe en ce qu’il n’a pas de queue, ne protestez pas qu’il en a une.

- Parmi les principaux verbes de la quatrième conjugaison, il est inutile de citer foutre, je fous, je foutais, je foutrai, que je foutisse, foutant, foutu. La conjugaison de ce verbe est intéressante mais on vous grondera plutôt de la connaître que de l’ignorer.

- Si l’addition qu’on vous donne à faire produit le nombre 69, ne vous roulez pas de rire comme une petite imbécile.

- Si votre professeur vous demande une plume, ne feignez pas de croire qu’il vous prie de lui sucez la queue.

- Dans les petits thèmes anglais de la première année, on trouve parfois des phrases naïves : «J’ai un joli chat. Tu as un gros bouton. Il ou elle aime les langues. Ma sœur a un bon cassenoisettes. Voulez-vous une feuille de rose? Le hasard a tiré deux coups. Je cherche les haricots de ma gousse. Le maquereau a une belle queue. Mon frère a des grues et mon père des vaches. » Ne vous avisez pas de traduire : «I have a pretty little cunt. You have a big clito. She likes to be tongued, etc.»

- Si votre sous-maîtresse vous emmène dans sa chambre et vous prend entre ses bras avec un trouble extrême, relevez vos jupes sans affectation et guidez sa main hésitante. Cela la soulagera d’un grand poids.

- N’abordez pas le premier jour une grande élève en lui demandant si elle se branle. 1° Parce que la question est inutile : elle se branle certainement. 2° Parce qu’elle pourrait être tentée de mentir. Emmenez-la secrètement au fond du jardin et livrez-vous devant elle à vos petites habitudes. Votre exemple lui fera honte de sa dissimulation.

- Si l’une de vos aînées se moque de votre jeune âge parce qu’elle a de jolis poils et que vous êtes lisse comme la main, ne la traitez pas d’ours velu, d’Absalon, ni de femme à barbe : mais tirez une leçon de la petite colère que vous ressentirez et souvenez-vous d’être modeste quand vous aurez la motte fournie.


Na sala de aula


- Não desenhe no quadro-negro as partes sexuais da professora substituta, principalmente se ela as mostrou para você confidencialmente.

- Quando você tiver acabado de se masturbar sob a carteira, não enxugue o dedo molhado nos cabelos de sua colega, a menos que ela lhe peça.

- Se você acha que é mais cômodo se masturbar no banheiro, peça simplesmente para sair; não diga por quê.

- Se lhe perguntam quem seria Pompeu, não responda: “Isso devia ser um pau”; e se lhe perguntarem qual personagem histórica você gostaria de ter sido, não
diga, piscando os olhos: “Eu gostaria de ser sempre Perseu” (9). Esse tipo de trocadilho fará rir os seus colegas, mas não a professora.

- Não diga que o mar Vermelho (10) tem esse nome porque possui a forma de uma vagina; nem que a Flórida é o pau da América; nem que o Jungfrau não merece mais o seu nome depois que os alpinistas o escalaram (11). Seriam observações espirituosas, mas descabidas na boca de uma criança.

- Não molhe o polegar na boca ou na boceta para virar as páginas.

- Se lhe disserem que o homem se distingue do macaco porque não tem rabo, não consteste que ele tem sim.

- Entre os principais verbos da segunda conjugação, é inútil citar foder, eu fodo, eu fodia, eu foderei, se eu fodesse, fodendo, fodido. A conjugação desse verbo é interessante, mas você será mais admoestada por conhecê-lo que por ignorá-lo.

- Se a conta de somar que lhe derem para fazer resultar no número 69, não fique rolando de rir como uma pequena idiota.

- Se seu professor lhe pede uma caneta, não se ponha a imaginar que ele lhe pede para lhe chupar o pau (12).

- Dentre os pequenos temas ingleses da primeira série, encontram-se muitas vezes frases inocentes: “Eu tenho um bonito gato. Você tem um grande botão. Ele ou ela ama as línguas. Minha irmã tem um bom quebra-nozes. Você quer uma pétala de rosa? A sorte saiu duas vezes. Eu procuro os feijões de minha vagem. A cavalinha tem uma barriga bonita. Meu irmão tem grous e meu pai, vacas. Não vá logo traduzindo: “I have a pretty little cunt. You have a big clito. She likes to be tongued, (13)etc.”

- Se a professora substitura a leva para o quarto dela e toma-a em seus braços com um grande tesão, levante suas saias sem afetação e guie-lhe a mão hesitante.Isso a aliviará de um grande fardo.

- No primeiro dia, não aborde uma aluna mais velha para lhe perguntar se ela se masturba. Primeiro, porque a pergunta é inútil: ela certamente se masturba. Segundo, porque ela poderá ser tentada a mentir. Leve-a secretamente ao fundo do jardim e, diante dela, dedique-se aos seus pequenos hábitos. Seu exemplo fará que ela se envergonhe de sua dissimulação.

- Se uma de suas colegas mais velhas zomba de sua pouca idade, porque ela tem belos pentelhos e você é lisa como a mão, não a chame de urso peludo, de Absalão (14), nem de mulher barbada: mas tire uma lição da pequena raiva que a acometerá e saiba ser modesta quando tiver o montículo proeminente.




Notas:

(9) Trocadilhos sem correspondência em português: Pompée lembra o verbo “pomper”, chupar; Persée tem o mesmo som de “percer”, penetrar, foder. Portanto, em francês soa como: “Isso devia ser um pau (para ser chupado)” e “Eu gostaria sempre de ser penetrada/fodida”.

(10) Mar Vermelho, visto do espaço. Imagem de satélte da NASA. Fonte: http://fr.wikipedia.org/wiki/Mer_Rouge:





(11) O estado americano tem formato fálico e o Jungfrau (em alemão, Donzela) é um monte localizado entre a Suíça e a Alemanha.

(12) Uma caneta, “une plume”. Plumer (dépouiller un oiseau: depenar uma ave): trocadilho com “masturbar” um pinto, um pau.

(13) Jogo de significados dúbios das palavras em francês: chat/chatte (gato(a)/boceta); bouton (botão/clitóris); casse-noisette (quebra-nozes/consolo); feuille de rose (chupada ou lambida no cu); coup (masturbação); haricot (clitóris); gousse (vagem/vagina); queue (cauda/pênis, pau); grues (putas).


(14) Absalão: “Em todo Israel não havia homem tão belo e tão elogiado como Absalão: Da planta dos pés até o vértice da cabeça não tinha defeito algum. Quando mandava cortar a cabeleira – o que fazia de ano em ano, quando se lhe tornava muito pesada – os cabelos da cabeça pesavam mais de dois quilos.” (Livro de Samuel).



Um comentário:

Escrevendo na Pele disse...

Mas é lógico que anotarei tudo em minha caderneta, afinal de contas, são notas valiosíssimas e muito, muito importantes. Lavarei ao "pé da letra, ou melhor na beira da ... todas elas"! Pérola, pérola e pérola! Adorei e pra começar bem a "coisa", após uma boa masturbada secarei os meus dedos na primeira cabeleira que eu me deparar. Não importa de quem. Pode ser inclusive a sua. Um ósculo na menor parte do seu corpo, e uma contração braçal porditrás bolinando na maior parte.